Vacina covid-19: GDF não apresenta dados sobre doses remanescentes


(Imagem: Reprodução)

Contrariando as orientações de boas práticas na gestão pública, o Governo do Distrito Federal (GDF) não apresenta os dados sobre quantas são e nem quem está recebendo as doses remanescentes das vacinas contra a covid-19 no DF. Essas doses são as sobras dos imunizantes abertos para pessoas que realizaram agendamento e precisam ser utilizadas nos prazos máximos determinados pelos fabricantes.


Leia também: Governo retoma cirurgias eletivas sem leitos de pós-operatório


Desde o início do último mês, a orientação da fabricante da vacina AstraZeneca é de que, após aberta, a ampola seja completamente utilizada em até 48 horas. Já as vacinas Coronavac e da Pfizer, precisam ser aplicadas em 8h, no máximo, após abertura do frasco.


A orientação do Ministério da Saúde é que estas doses sejam utilizadas em usuários dos grupos estabelecidos pelo MS, que estão dentro da priorização da campanha.


Alguns locais, como São Paulo e cidades do Rio Grande do Sul, possuem determinações claras sobre quais grupos ou pessoas estão aptas a receber os imunizantes, enquanto aqui na capital, ainda formam-se filas com jovens e idosos que esperam uma chance de se imunizar mais cedo.


Preferência era para policiais


No final de março, o GDF chegou a divulgar que as doses remanescente seriam utilizadas nos profissionais de segurança pública. Em outro momento, os idosos seriam atendidos com estes imunizantes. Hoje, não se sabe quais são as pessoas que recebem as "xepas", como nomeou o secretário de cultura, Osnei Okumoto, porque o governo não divulga essas informações por meio da transparência pública.


Ana Pereira, 42 anos, tem obesidade mórbida e, apesar da comorbidade, ainda não está nos grupos que podem agendar a vacina. Com medo de pegar a doença, ela gostaria de saber se pode se candidatar a uma destas vagas.


"Falta mais clareza da Secretaria de Saúde sobre essas doses. Quem tá recebendo, quem pode receber, se podemos deixar nosso contato para entrar na lista. Eu tenho dificuldade de locomoção, mas se me chamarem chego no posto de vacinação daqui em menos de 10 minutos de carona ou uber", afirmou ela.

Quantas doses foram aplicadas?


Outra informação difícil de conseguir é a quantidade destas doses que já foram aplicadas. Não há no site do InfoSaúde nenhuma informação sobre esse quantitativo. De acordo com o GDF, os dados dessas doses são somados aos dados dos grupos em que elas são utilizadas.

1 visualização0 comentário