PSB reelege Carlos Siqueira presidente nacional e aprova novo programa e manifesto

Os delegados do XV Congresso Constituinte da Autorreforma do PSB reelegeram, neste sábado (30), por aclamação e em chapa única, o atual presidente Carlos Siqueira para o triênio 2022-2024.

Na ocasião, foram eleitos os 160 membros titulares e 42 suplentes do Diretório Nacional e a nova composição da Comissão Executiva Nacional com 45 integrantes.

Os socialistas também aprovaram o novo Manifesto do PSB, em substituição ao de 1947, e o programa partidário com as contribuições de militantes, filiados e da sociedade civil durante o processo de Autorreforma iniciado em 2019.

O documento, que vai orientar ações e políticas do PSB daqui pra frente, está dividido em cinco eixos temáticos: Reforma do Estado; Economia: prosperidade, igualdade e sustentabilidade; Desenvolvimento sustentável e economia verde; Políticas sociais e cidades criativas; e Socialismo criativo, democracia e o partido que queremos.

Ideias do programa serão apresentadas como contribuições para o plano de governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Em seu discurso de encerramento, Siqueira agradeceu a participação ativa dos socialistas durante os três dias de Congresso.

“Quero agradecer muitíssimo a vocês. Durante todos esses anos que estou à frente da presidência não foi fácil porque estou substituindo figuras das mais ilustres do nosso partido, como Miguel Arraes e Eduardo Campos. Mas quero dizer que eu recebo o carinho de gente de todos os Estados dessa federação e isso me dá ânimo para que eu possa aceitar, pela última vez, ser o presidente do Partido Socialista Brasileiro”, disse.

Foto: Claudio Reis

Siqueira afirmou que é “apenas um militante” do partido e que se orgulha disso. “A minha principal função é ser um militante do PSB. Isso me bastava. Mas o destino me levou a ser candidato, quando Eduardo faleceu, e foi um chamamento que recebi até esse momento e estou muito orgulhoso disso, de ter essa confiança que existe até aqui e que permite exercer mais esse terceiro mandato”, disse.

O socialista se emocionou ao lembrar de sua atuação à frente do PSB durante a pandemia e foi aplaudido amplamente. Ele destacou que o enfrentamento ao atual governo é primordial e que o dever de todos, como cidadãos brasileiros e “amantes da liberdade e da democracia”, é incentivar todos os militantes e filiados a mais do que nunca “arregaçar as mangas” para eleger Lula e Geraldo Alckmin nas eleições deste ano.

“Durante esses dois anos de pandemia, eu não deixei de ir um dia sequer ao partido. Mas, por muitas ocasiões, todos nós sabíamos que as nossas vidas estavam inseguras e sabíamos que havia uma situação política extremamente desconfortável no nosso país e um presidente da República que fazia ameaças antidemocráticas “, pontuou.

“O que está em jogo é a eleição mais importante de nossas vidas. É a eleição da reafirmação da liberdade do nosso país. E é fundamental, importante e indispensável que coloquemos acima de todas as nossas diferenças que queremos a unidade com todos aqueles que defendem a liberdade e a democracia na busca de um objetivo maior”, completou.

Para finalizar, Siqueira pediu que todos os participantes do XV Congresso Constituinte da Autorreforma continuem motivados, entusiasmados e que defendam o PSB “em todos os rincões do Brasil”.

Assessoria de Comunicação/PSB Nacional

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo