Por que hiperlinks são azuis? Explicação pode estar nos primórdios da internet


(Imagem: Socialismo Criativo)

Você já se perguntou por que os hiperlinks são azuis? Das muitas coisas que mudaram na internet nos últimos 40 anos, eles permaneceram intocáveis. Quase todos os que você encontrar na web serão em azul. Além do sublinhado característico, a cor é predominante nesse tipo de texto. Assim, a dúvida sobre esse formato ficou pairando por bastante tempo, até agora.


Em um artigo para o blog da empresa Mozilla (criadora do navegador Firefox), a jornalista Elise Blanchard destrinchou navegadores, sites e sistemas operacionais desde a sua criação, em meados dos anos 1960, e descobriu que a ferramenta passou por diferentes formatos até chegar ao conhecido link azul.


Desde 1964, quando surgiu a primeira ideia de linkar duas páginas diferentes com o projeto Xanadu, as linhas sublinhadas eram tidas como uma espécie de identificação, que se perpetuou por ser ao mesmo tempo uma diferenciação e um auxílio visual para quem não enxerga cores, por exemplo. Desde então, projetos como Windows, da Microsoft, e Hypercard, da Apple, seguiram mais ou menos o mesmo conceito.


Leia também: WhatsApp é multado em US$ 267 mi por violar lei de privacidade da Europa


Um hiperlink funciona basicamente como uma referência a uma página que uma pessoa pode acessar navegando na internet. Na web, eles criam pontes de ligação entre endereços.

O que são hiperlinks?

Antes de mais nada um Hiperlink é exatamente o mesmo que um link, ligação ou hiperligação dentro de um hipertexto, apesar de ser chamado de forma diferente. É simplesmente uma forma de referenciar algo e com a finalidade de ligar um documento a outro documento ou de ligar uma página a outra.


Basta clicar sobre o texto clicável com o mouse e o usuário irá ser redirecionado imediatamente para essa referencia. O usuário pode ser conduzido para um lugar dentro da mesma página, no mesmo site ou até para outro site ou aplicativo.


Sob o mesmo ponto de vista o objetivo é permitir que o usuário consiga navegar por várias páginas cruzadas, isto é, basta clicar num hiperlink para se mover para a página pretendida.

Motivo da cor azul

A cor azul surgiu mesmo no sistema operacional da empresa de Bill Gates, que primeiro adotou o tom nas interfaces do Windows 1.0. Ainda não era utilizada nos hiperlinks de forma oficial, o preto ainda predominava nos textos, mas foi uma marca de identificação da Microsoft.


Acompanhada por outros sistemas, como o WorldWideWeb (WWW), o azul apareceu, de fato, em 1992, com o Windows 3.0. E a mudança foi grande: o hiperlink colorido significou uma mudança de interação e de layout do que o mundo estava acostumado. A evolução lenta, afirma Elise, é um dos indícios de que a troca foi um padrão disruptivo para os sistemas operacionais da época, que viu, rapidamente, outras empresas aderirem ao mesmo formato, que se mantém até então.


Segundo Tim Berners-Lee, um dos pioneiros da World Wide Web, a cor azul foi definida em 1993 e a padronização pegou. O azul tornou-se convenção desde os primeiros browsers para telas coloridas, como o Mosaic.


Os links já existiam desde 1965, mas até os anos 1990 os monitores eram bicromáticos (fundo preto e textos brancos ou verdes) e o jeito era diferenciar os textos clicáveis com o sublinhado que também permanece até hoje.


Então, resumidamente, os hiperlinks são azuis para se diferenciar do restante dos outros tipos de texto na web.


Com informações do Estadão e Superinteressante

1 visualização0 comentário