NOTA: Secretaria de Mulheres do PSB-DF repudia ataques homofóbicos sofridos por Paula Benett


Imagem: Reprodução

A Secretária de Mulheres do PSB/DF, repudia veementemente o episódio triste de transfobia praticado contra a nossa pré-candidata trans ao Congresso Nacional, Paula Benett. O preconceito, discriminação e violência direcionadas à orientação sexual e identidade de gênero é um processo multifacetado que se manifesta cotidianamente na forma de xingamentos, tratamento diferenciado, violência física, psicológica e simbólica, chegando ao extremo do homicídio, cujo índice é elevado. Tal situação coloca o Brasil como um dos países que mais mata LGBT, sendo a população de travestis e transexuais a mais vulnerável, sinalizando o componente de ódio que marca os crimes contra esses segmentos.


O fato só retrata a realidade que envolve as pessoas trans e mostra o quanto ainda é necessário investir em políticas públicas que garantam os direitos dessa população. O crescimento da violência política e do preconceito são uns dos tantos problemas que nós mulheres enfrentamos no processo eleitoral no Brasil. Não iremos nos calar, vamos denunciar todo e qualquer tipo de preconceito e violência dos quais formos vítimas. A transfobia é estrutural e estruturante em nossa sociedade e precisamos todas, todos e todes reagir a ela.


“Ninguém nasce mulher: torna-se mulher”

Simone de Beauvoir



“CHEGA DE IMPUNIDADE, VIOLÊNCIA POLÍTICA E DESRESPEITO”


Brasília, 01 de abril de 2022

15 visualizações0 comentário