Médicos denunciam precariedade do Hospital de Ceilândia

Atualizado: Abr 16


Em carta, médicos do HRC denunciam falta de insumos e pessoal - (Imagem: Agência Brasília)

Médicos do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) enviaram uma carta à direção da unidade denunciando as péssimas condições de trabalho no local. No relato, os profissionais de saúde afirmam que a falta de equipamentos básicos, como luvas e máscaras, é um problema recorrente no hospital. Além disso, afirmam que o baixo número de médicos e outros profissionais especializados, está colocando a vida dos pacientes internados em risco.


“Considerando o cenário atual, entendemos que a situação é crítica, estamos expostos a erros devido à sobrecarga de trabalho, pacientes podem ter assistência prejudicada e entendemos que não podemos ficar sem cobrar uma contrapartida da gestão”, afirma a carta.

Leia também: Floresta Nacional de Brasília e outros 8 parques estão em lista de privatizações de Bolsonaro


Os médicos ainda citam o Conselho Federal de Medicina (CFM) que, em seu código regulamentador, define os diretores técnicos das unidades de saúde do país como responsáveis por qualquer "erros" que venham a acontecer em decorrência da falta de materiais e da sobrecarga de trabalho. Alertando assim ao gestor, que providências urgentes são necessárias.



O que diz o governo


Apesar do relato ser datado de 30 de março de 2021, o governo de Ibaneis Rocha se manifestou hoje (15), por meio do secretário de Saúde, Osnei Okumoto, dizendo que ainda "está tomando providências" para solucionar a questão. De acordo com Okumoto, serão contratados servidores aposentados para reforçar o atendimento durante o período necessário. Porém, ainda não foi divulgada nenhuma data para o início das contratações.


Leia também: Senado aprova PL que estabelece uso de questionário para medir risco de violência doméstica

Leia a íntegra da carta dos médicos no arquivo abaixo:


503068591-Medicos-denunciam-situacao-cri
.
Download • 203KB





3 visualizações0 comentário