• psb40df

Maranhão é o estado com mais cidades sem novos casos e óbitos por conta da covid-19

O Maranhão é o estado com mais cidades sem novos casos e óbitos por conta da covid-19 há três meses. Os dados fazem parte de levantamento divulgado pelo (M)Dados, núcleo de análise de grande volume de informações do Portal Metrópoles.


De acordo com o levantamento, desde agosto, 25 dos 75 municípios que não registraram novos casos e óbitos pela doença, estão no Maranhão. O estado, governado pelo socialista Flávio Dino (PSB), também continua a ser a unidade da federação com menor número de mortos causados pela covid.


Para o secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, o resultado mostra o esforço do governo do estado no combate à pandemia.


“Esse é um indicador muito bom. Devem ser parabenizados os municípios, estado, as equipes de vacinação e a própria sociedade, que tem um papel fundamental nessa guerra”, destacou.


Leia também: Flávio Dino ironiza fim da corrupção com saída de Moro e Dallagnol do Judiciário


As cidades maranhenses que há três meses não registram nenhum novo caso nem óbitos causados pela covid-19 são:

  • Água Doce do Maranhão;

  • Amapá do Maranhão;

  • Arame;

  • Axixá;

  • Bacurituba;

  • Belágua;

  • Boa Vista do Gurupi;

  • Buritirana;

  • Central do Maranhão;

  • Centro do Guilherme;

  • Coelho Neto;

  • Graça Aranha;

  • Jatobá;

  • Magalhães de Almeida;

  • Matões do Norte;

  • Matinha;

  • Milagres do Maranhão;

  • Mirador;

  • Mirinzal;

  • Passagem Franca;

  • Pedro do Rosário;

  • Primeira Cruz;

  • São Domingos do Azeitão;

  • São Francisco do Maranhão;

  • Santana do Maranhão;

  • Senador Alexandre Costa;

  • Timbiras.

Ações contra a doença geram resultado

Os resultados das ações implementadas pelo Governo do Estado para avançar no combate à covid-19 também são destaque nas ferramentas de indicadores nacionais relacionados à doença. Um deles é o Projeto Covid-19 Analytics, onde o Maranhão aparece há mais de quatro meses com a taxa de contaminação pela covid-19 abaixo de 1.


Os dados disponibilizados pelo projeto Covid-19 Analytics, uma parceria da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostram que o Maranhão atualmente aparece em destaque, com ritmo de transmissão de 0.9 há mais de 128 dias.


A ocupação de leitos covid -19, por exemplo, teve uma redução bastante expressiva. No dia 22 de março, auge da segunda onda da pandemia no estado, haviam 482 leitos de UTI e 941 leitos clínicos ocupados. Já no Boletim Epidemiológico do último domingo (7), o registro foi de 43 leitos de UTI e 38 leitos clínicos ocupados em todo o Maranhão. Uma redução de 1.120% na ocupação dos leitos de UTI e 2.476% na ocupação dos leitos de enfermaria.


No que diz respeito ao registro de óbitos ocasionados pela doença, no mesmo período analisado, a média móvel de sete dias era de 46 óbitos. Já no boletim divulgado no último domingo (7), a média móvel foi de apenas um óbito.


Com informações do Governo do Maranhão e do PSB Nacional

1 visualização0 comentário