Live do projeto "Fale com Ela" recebe socialista Maria José do Tororó


Presidente do PSB-DF, Rodrigo Dias foi mediador do encontro que recebeu Maria José do Tororó (ao centro) e, também, a secretária de Mulheres do PSB-DF, Geralda Rezende - (Imagem: Reprodução)

A militante e candidata a deputada distrital nas eleições de 2018, Maria José Feitosa de Andrade, conhecida como Maria José do Tororó, foi a convidada desta terça-feira (13) do projeto "Fale com Ela". Durante a live transmitida pelo Facebook do PSB-DF , a socialista falou sobre a sua trajetória de luta por melhorias na região do Tororó, além de outros temas como a participação feminina na política.


O encontro foi mediado pelo cientista político e presidente do PSB-DF, Rodrigo Dias e também da secretária-distrital de mulheres do PSB-DF, Geralda Rezende.


Em sua fala inicial, Maria José agradeceu pelo espaço e relembrou sua entrada no PSB, após pesquisar diversos partidos políticos e entender a legenda como a mais próxima de sua forma de entender a política e atuar socialmente.


"O PSB me conquistou, foi meu primeiro partido e eu o estudei antes de entrar. Olhei o modus operandi, como funcionava, como as pessoas trabalhavam e me filiei. Entrei na época em que Rodrigo Rollemberg era governador e vimos como ele conduziu o governo com tanta seriedade e o cuidado na escolha da equipe. Aquele medo de estar em partido e sujar o nome, na verdade no PSB eu percebi que há gente boa na política", afirmou ela.

Muita luta e avanços históricos


Entre os diversos avanços que Maria José conquistou para a comunidade do Tororó por meio da Associação de Moradores que preside, ela destacou a parte de infraestrutura, como a colocação de asfalto nas vias da região, a construção de uma Unidade Básica de Saúde e a criação do Parque do Tororó. Todas estas ações, segundo ela, foram fruto de muito esforço em trazer os serviços públicos para a região que nunca foi devidamente atendida pelo poder público.


"Conseguimos ser vistos e reconhecidos, assim podemos mostrar nossas dificuldades. E isso fazemos diariamente, puxando o olhar do governo para a nossa região. E isso não se faz em casa sentado, tem que trabalhar", explicou.


Com o início da pandemia, além do trabalho voltado para a sua comunidade, Maria José decidiu que também iria ajudar àqueles que mais necessitavam de auxílio.


"Com a pandemia, as pessoas que plantavam e viviam das feiras pararam de vender porque as feiras estavam fechadas, elas iam viver de quê? E comecei a ir atrás dessas pessoas e comecei a fazer contato com as escolas, porque o professor conhece os alunos, os pais, quem mora ali na região", disse.


A partir deste primeiro contato, Maria José mobilizou diretores de escolas da região para cadastrar esse podutores rurais e suas famílias. Porém, o projeto não quis se limitar a doar alimentos, todos os valores arrecadados foram transformados em "vales" que eram utilizados como moeda em mercados, padarias e outras lojas parceiras. Assim, além da manutenção do poder de compra e da autonomia das famílias, o comércio local também se beneficou.


Eleições


Relembrando sua caminhada enquanto candidata a deputada distrital nas eleições de 2018 no Distrito Federal, e ao falar da possibilidade de ser candidata novamente, Maria José levanta dois conceitos fundamentais para uma campanha bem sucedida: equilíbrio nas pautas defendidas e propostas apresentadas e, nada de acirramento entre os candidatos socialistas.


Questionada por Rodrigo Dias sobre o que faria de diferente em uma possível nova candidatura, ela apontou o planejamento, a otimização dos recursos disponíveis para a campanha. Outro ponto destacado por ela, foi a importância do trabalho conectado à estratégia partido e aos demais candidatos, como o apoio entre proporcionais e majoritários por exemplo.


"Planejar, seguir o roteiro e estar junto. Eu já vi isso dar certo. Não é um voo solo em que você pode falar que resolveu ser candidato sozinho, vai sozinho e não vai precisar de ninguém", disse Maria José.


Participação das mulheres na política


Tema central do "Fale com Ela", a participação das mulheres na política também foi um dos assuntos tratados pela empresária e ativista. No vídeo gravado para o projeto, Maria José já havia dado sua opinião sobre a grande contribuição que as mulheres podem oferecer ao se inserirem nos partidos políticos e outros espaços de poder.


"Os partidos políticos parecem que já são formatados para homens, né? Mas, há que se quebrar esse paradigma sim, não só na fala, mas de fato, para que elas possam mostrar o que elas têm a oferecer para esses partidos e por em prática, porque as políticas públicas que elas são capazes de desenvolver - até por terem uma visão diferenciada de mundo, família e necessidades - podem contribuir e trazer muito mais resultados positivos para esses partidos. Inclusive gerando uma mudança muito grande e positiva até na maneira em que a sociedade enxerga a política partidária", defendeu ela.

Assista abaixo o vídeo produzido com Maria José do Tororó:



Durante o encontro desta terça, ela acrescentou a isso a importância da mulher nos espaços políticos como elemento de equilíbrio das relações sociais. Maria José também reforçou a importância da representatividade feminina como instrumento de transformação, pois, de modo geral, são as mulheres que estão mais próximas da realidade das comunidades, das escolas, das unidades de saúde e outros, podendo contribuir para a melhoria destes espaços.


Citando uma outra mulher importante na política do DF ao encaminhar o final da reunião, Dias lembrou uma fala da ex-governadora Maria de Lourdes Abadia, que afirma "não é a gente que escolhe a política, é a política que nos escolhe".


"Sua trajetória nos mostra isso. Querer fazer o bem, querer ajudar ao próximo, o seu desprendimento e disposição de estar aqui, quando poderíamos estar fazendo outras coisas. Você articula, busca melhorias e luta pela sua comunidade, mas poderia estar apenas focada no seu, no fazer pra si, mas não. Então é uma vocação. E você é uma inspiração", elogiou Rodrigo.

Assista a íntrega da live:




Fale com Ela


O projeto "Fale com Ela foi desenvolvido pela Secretaria de Mulheres do PSB-DF (SM-DF) e tem como objetivo, trazer a história de mulheres de Brasília, ou que foram acolhidas pela cidade em algum momento de suas vidas.


"É esta Brasília que celebramos nos seus sessenta anos. Uma cidade narrada pela história e pelo olhar de mulheres que vivenciam o maior sentido da política, que não se resume ao poder instituído, mas ao poder real de cada pessoa comprometer-se com a realidade de uma cidade, um País e seus cidadãos. Sentido mais amplo da expressão polis, em que a política deve ser exercida no coletivo e, sobretudo, pelo coletivo", afirma a introdução da publicação lançada pelo projeto.

Leia também: PSB-DF promove debate sobre Brasília e lança livro da cidade e as mulheres


O "Fale com Ela" é uma realização do Partido Socialista Brasileiro do Distrito Federal, por intermédio da Secretaria de Mulheres PSB/DF, com recursos do Fundo Partidário para criação e manutenção de promoção de incentivo à participação política das mulheres. A coordenação geral é de Mariana Salles e os trabalhos técnicos são da empresa Às Produções.

14 visualizações0 comentário