Live da FGV homenageia Ada Lovelace, a primeira programadora da História


(Imagem: Socialismo Criativo)

Toda segunda terça-feira do mês de outubro é comemorado o Dia de Ada Lovelace, um dia internacional que celebra as conquistas das mulheres em ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Para celebrar esta data, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) fará uma Live no Instagram para debater o tema. Será nesta quinta-feira (14) às 18h.


A convidada para a transmissão será a cientista de dados da FGV Daap, Polyana Barboza, que sobre os desafios das mulheres que estudam, pesquisam e trabalham com dados, números, tecnologias.


Dia de Ada Lovelace


Nesta terça-feira (13), celebrou-se a existência de Ada Lovelace, internacionalmente considerada a primeira pessoa a criar um algoritmo para computador, ainda no século XIX. Nessa data, comemoram-se os avanços científicos, tecnológicos, de engenharia e matemática feitos por mulheres em todo o mundo.


Leia também: Pela primeira vez, disputa na OAB-SP tem duas mulheres


A celebração em homenagem às mulheres foi criada em 2009 por Suw Charman-Anderson, diretora-executiva do Open Rights Group, a fim de incentivar a participação feminina no meio científico e tecnológico. Em 2020, a data também busca homenagear todas as mulheres que trabalham e se dedicam à igualdade de gênero na indústria, nos meios acadêmico e social.

Quem foi Ada Lovelace?

Augusta Ada Byron King, a Condessa de Byron, foi uma escritora e matemática inglesa nascida em 10 de dezembro de 1815. Seu conhecimento matemático a aproximou do projeto da Máquina Analítica, do colega britânico Charles Babbage; em 1842, por meio da tradução de um artigo do engenheiro militar italiano Luigi Frederico, Lovelace produziu um compilado de notas chamado de Anotações, onde descreveu o que seriam os primeiros algoritmos para computador da história.


Segundo reportagem do Olhar Digital, Ada levantou importantes questões sobre os possíveis usos da máquina, trouxe uma nova visão da relação entre a humanidade e a tecnologia, bem como propôs que os computadores poderiam efetuar outras atividades além de cálculos, algo ousado na época. A obra Anotações foi publicada em 1953, um século após a morte de sua autora, obtendo reconhecimento internacional da comunidade científica como o primeiro registro de um programa de computador.


Com informações do Olhar Digital

1 visualização0 comentário