Juventude socialista debate revolução e autocrítica da esquerda


(Imagem: Reprodução)

‘’O sentido perdido da Revolução – Autocrítica não autorizada na esquerda brasileira” foi a obra em debate no terceiro encontro do Clube do Livro do PSB, no último sábado (8), às 11h, em transmissão on-line. O encontro virtual foi mediado pelo presidente nacional da Juventude Socialista Brasileira (JSB), Tony Sechi e teve a participação do presidente distrital do PSB-DF, Rodrigo Dias, que já comandou e iniciou sua trajetória socialista na JSB-DF. Ao todo, 120 pessoas acompanharam a transmissão.

Juventude avalia o sentido da revolução

O Clube do Livro do PSB é uma iniciativa da Fundação João Mangabeira (FJM) e da JSB e tem por objetivo promover debates quinzenais de obras de caráter político pela juventude socialista. Nesta edição, ficou clara a ampla aderência do livro em debate por parte dos jovens. Como no caso da integrante da direção da JSB Juliene Silva, que fez uma interpretação assertiva sobre a obra.

“A partir do princípio de revolução como ferramenta de mudança das estruturas do país, com este livro entendemos que a revolução é um processo contínuo e interligado à Autorreforma do PSB, e que ela representa diretamente a solidificação de uma alicerce forte para o projeto de Brasil que estamos construindo", afirmou Juliene.

Domingos Leonelli, autor do livro, participou do debate e explicou que a escolha do título foi uma reflexão sobre a perda do sentido de revolução pela esquerda brasileira.


“O título manifesta, no sentido literal, a perda do significado de revolução, enquanto agente transformador das estruturas socioeconomicas, por parte dos governos da esquerda. Esse título é um chamamento para a autocrítica e autorreforma da esquerda brasileira", explicou o autor.

Leonelli, que é presidente do Instituto Pensar e coordenador do site Socialismo Criativo, também chama a atenção para o propósito da obra.


O livro é um convite à autorreflexão da esquerda sobre seus feitos enquanto esteve no poder, inclusive ao PSB. É preciso compreendermos o que é a revolução brasileira no século 21, quais implicações e conjunturas estão configuradas na realidade atual, e quais os desafios que ela [a revolução] vai enfrentar”. Por isso, é tão necessária a autorreforma dos partidos e da esquerda como um todo", disse.

Próximo encontro do Clube do Livro

O próximo encontro será dia 22 de maio com a participação da candidata a vice-presidente da República na eleição de 2018, Manuela D’avila (PCdoB). O debate será sobre o livro de autoria da ex-deputada “E se fosse você?” escrito por ela com participação do youtuber Felipe Netto.


Leia também: Clube do Livro do PSB discutirá “O sentido perdido da revolução”


Na próxima semana será encaminhado o livro que baseará o próximo debate. Os interessados devem preencher o endereço de entrega na ficha de inscrição para receber a obra em casa e fazer a leitura antes do evento.

2 visualizações0 comentário