Ginecologista cria primeira camisinha unissex do mundo


(imagem: Socialismo Criativo)

A primeira camisinha unissex do mundo foi criada na Malásia. Ela pode ser usada por mulheres e por homens e é feita com um material médico geralmente utilizado para curativos de lesões e ferimentos. O desenvolvedor, o ginecologista John Tang Ing Chinh, espera que a camisinha, chamada de Wondaleaf Unisex Condom, ajude as pessoas a terem um melhor controle de sua saúde sexual.


“É basicamente um preservativo normal com uma cobertura adesiva”, explicou o ginecologista da empresa de suprimentos médicos Twin Catalyst.


A parte adesiva é aplicada somente em um lado do preservativo, o que significa que pode ser revertido e usado por qualquer sexo: “É um preservativo com uma cobertura adesiva que se fixa à vagina ou ao pênis, além de cobrir a área adjacente para proteção extra.”

Leia também: Covid: mundo chega a 5 milhões de mortos; Brasil tem 12%, mas 2,68% da população

Preço da camisinha

Cada caixa do Wondaleaf contém dois preservativos e custará 14,99 ringgit malaio, cerca de R$ 20 pela conversão. Tang fez a camisinha usando poliuretano, que é um material usado em curativos transparentes que é fino e flexível, mas também resistente e à prova d’água.


“Depois de colocar, muitas vezes você não percebe que está lá”, disse o médico, referindo-se aos curativos. Além disso, o ginecologista afirmou que o Wondaleaf passou por diversas pesquisas clínicas e testes, e estará disponível comercialmente no site da empresa em dezembro.


“Com base no número de testes clínicos que conduzimos, estou bastante otimista de que, com o tempo, será um acréscimo significativo aos muitos métodos anticoncepcionais usados na prevenção de gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis”, finalizou.

1 visualização0 comentário