Em 50 dias, 391 pacientes com covid-19 morreram esperando UTI no DF


(Imagem: Divulgação/Secretaria de Saúde)

Uma reportagem do G1 levantou dados com a Secretaria de Saúde do DF (SES-DF), por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI), que mostram que, em 50 dias, 391 pessoas infectadas com a covid-19 morreram na fila de espera por vaga de UTI em Brasília. O número é referente ao período de 1ª de março à 20 de abril de 2021. Apenas em março, 248 faleceram aguardando vaga.


Leia também: Novos hospitais de campanha do GDF não terão leitos de UTI


Nos momentos mais críticos desta chamada "segunda onda da pandemia", a fila de espera por terapia intensiva chegou a contar com mais de 300 pessoas. A esperança de muitos foi a promessa do governador Ibaneis Rocha (MDB-DF) de que, com a construção de três novos hospitais de campanha, Brasília passaria a contar com 300 novos leitos de UTI.


Segundo Ibaneis, as novas unidades de saúde seriam entregues no dia 14 de abril, porém, até o momento a única notícia que a população teve dos hospitais é que eles não terão as esperadas vagas de UTI, apenas leitos de Unidades de Cuidados Intermediários (UCI's).


O presidente do PSB-DF, Rodrigo Dias, lamentou as mortes causadas pela falta de leitos e reforçou a necessidade do distanciamento social e das medidas de prevenção do contágio.


"Infelizmente a gestão do DF não tem se mostrado preocupada em preservar vidas. Além da demora na entrega dos hospitais de campanha, que poderia ter salvado centenas de pessoas, o governador insiste em afrouxar as medidas de distanciamento. Sem leitos e sem suporte médico, o resultado só pode ser bastante desastroso e triste. Por isso, nossa defesa sempre será por mais vacinas, auxílio-emergencial de, no mínimo R$ 600, distanciamento social e, quem puder, fique em casa", afirmou ele.

O que diz a secretaria


Apesar de ter enviado os dados para o G1, a Secretaria de Saúde informou, por meio de nota, que "nenhum paciente morreu de covid no DF por desassistência" e que "não há no DF nenhuma pessoa infectada por covid-19 no DF desassistida". De acordo com o governo, o hospital de campanha do Gama será inaugurado amanhã (7).


Leia também: Justiça mantém bloqueio das contas de Ibaneis, do prefeito de Corrente (PI) e Okumoto


Segundo o portal InfoSaúde, mantido pela pasta, atualmente existem 124 pacientes aguardando leitos de UTI na cidade, entre eles, 30 estão infectados com o coronavirus.


A taxa média de ocupação dos leitos de terapia intensiva na cidade é de 83,88%. Dos 16 hospitais com este tipo de leito, cinco já estão com 100% das vagas ocupadas.

1 visualização0 comentário