Deputados assinam requerimento e CPI do Iges pode avançar na CLDF


(Imagem: Renato Alves/Agência Brasília)

O deputado distrital João Cardoso (Avante-DF) declarou, nesta terça-feira (27), que irá apoiar a abertura Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende investigar supostas irregularidades na gestão do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF). Com a assinatura de Cardoso, o requerimento para criação da CPI atinge as oito assinaturas necessárias para que o processo avançe na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).


Leia também: Tadeu Filipelli vira réu em mais um processo de corrupção


O parlamentar afirmou que, após análise de uma série de documentos sobre a gestão do Iges, lhe pareceu flagrante a possibilidade de haver irregularidades. “Por acreditar na vida, assinarei, sim, o requerimento de abertura da CPI”, afirmou. “Devemos, sim, como órgão fiscalizador, propor essa abertura de uma CPI para averiguar essas denúncias”, concluiu o deputado.


A solicitação para que fosse criada esta CPI foi uma iniciativa do deputado federal Leandro Grass (Rede-DF). Além dele e de João Cardoso, também assinam o documento os deputados Fábio Félix (Psol-DF), Chico Vigilante e Arlete Sampaio (PT-DF), Reginaldo Veras (PDT-DF), Júlia Lucy (Novo-DF) e Jorge Vianna (Podemos-DF).


Irregularidades


No documento, os parlamentares justificam a comissão com base em diversas denúncias e fatos envolvendo desde o uso indevido de cartões corporativos, a irregularidades envolvendo salários, dívidas, nomeações e contratos terceirizados.


Leia também: STJ libera construção do Museu da Bíblia


A alta rotatividade no comando do instituto durante a gestão Ibaneis Rocha também chamou a atenção do Legislativo.


“No atual governo, por lá já passaram três diretores: o primeiro foi preso, enquanto exercia a função de Secretário de Saúde; os dois outros não duraram muito tempo e saíram sem que ficassem claros os motivos”, destacaram os deputados.

Leia a íntegra do documento aqui.



505173723-Requerimento-CPI-IGES
.pdf
Download PDF • 93KB


Senadora Leila acompanha os trabalhos


Quem está acompanhando de perto o andamento da possível CPI do Iges é a senadora Leila Barros (PSB-DF), a Lelia do Vôlei. Por meio de um twitter, ela parabenizou os distritais pela ação e já declarou que está ao lado das pessoas que querem "passar a limpo" as supostas irregularidades no órgão.


Leia também: Motorista alcoolizado terá que ressarcir despesas hospitalares de vítima


"Parabenizo a todos os deputados e deputadas distritais que assinaram o requerimento para instalação da CPI do IGES. Hoje o documento recebeu o apoio do oitavo parlamentar, o que permitirá que a comissão seja instalada."


"Espero que o trabalho de investigação possa seguir em frente e não seja enterrado, como ocorreu com a CPI da Pandemia no ano passado. É necessário passar a limpo todas as possíveis irregularidades. Os brasilienses exigem transparência."



18 visualizações0 comentário