Autorreforma: Marcelo Freixo é o convidado da live desta quarta


(Imagem: Divulgação)

Por Ana Paula Siqueira, Socialismo Criativo


O líder da Minoria na Câmara, o deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ), é o convidado da décima segunda live da série “Revolução Brasileira no Século 21”. O evento vai abordar o tema “A Segurança Pública como Novo Tema da Revolução” e será nesta quarta-feira (7), às 19h. O debate será transmitido pelo Socialismo Criativo e pelas redes do PSB.


A série de lives integra as discussões sobre a Autorreforma do PSB e é promovida pelo Instituto Pensar, o site Socialismo Criativo e o Partido Socialista Brasileiro (PSB). O evento também contará com a presença do presidente nacional do partido, Carlos Siqueira; do membro do Diretório Nacional do PSB, Domingos Leonelli; e da integrante da direção da Juventude Socialista Brasileira (JSB) Juliene Silva. A mediação será feita por James Lewis.

Quem é Marcelo Freixo

Marcelo Freixo é professor de história. Ele ingressou no PSB dia 22 de junho junto com o governador do maranhão, Flavio Dino, para construir uma ampla frente democrática capaz de derrotar o bolsonarismo. Para Freixo, o momento político atual trata-se da “luta da civilização contra a barbárie” e o PSB é o partido capaz de fazer frente à ameaça democrática que vivemos no Brasil.


No início de sua carreira, Freixo aliou seu trabalho como educador, dando aula em escolas de Niterói, à luta em defesa dos Direitos Humanos. Neste período, ele foi assessor do então deputado estadual Chico Alencar. À época, Chico presidia a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e escolheu Freixo para coordená-la.


Seu primeiro mandato como deputado estadual, com início em 2007, foi marcado pela CPI das Milícias, um marco na luta contra o crime organizado. A investigação, iniciada em 2008, resultou na prisão dos chefes das quadrilhas, no indiciamento de 226 suspeitos e na proposição de 58 medidas concretas para acabar com a máfia. A CPI atingiu o coração das milícias e por isso Freixo passou a receber ameaças de morte. O trabalho realizado pelo deputado inspirou o filme Tropa de Elite 2.


Em 2018, Freixo decidiu disputar uma vaga no Congresso Nacional pela primeira vez. Ele foi eleito deputado federal com 342.491 votos, candidato de esquerda mais votado no Rio de Janeiro.

Autorreforma do PSB e a Revolução Brasileira

Caio da Silva Prado Júnior foi um historiador, geógrafo, escritor, filósofo e político. Autor do livro “A revolução brasileira”, lançado em 1966, ele iniciou uma tradição historiográfica identificada com o marxismo, buscando uma explicação diferenciada da sociedade colonial brasileira.

“A teoria da revolução, para ser algo de efetivamente prático na condução dos fatos, será simplesmente – mas não simplisticamente – a interpretação da conjuntura presente e do processo histórico de que resulta. Processo esse que na sua projeção futura dará cabal resposta às questões pendentes. É nisso que consiste fundamentalmente o método dialético. Método de interpretação, e não receituário de fatos, dogma, enquadramento da evolução histórica dentro de esquemas abstratos preestabelecidos.” Caio da Silva Prado Júnior

Ciclo de debates sobre a Revolução Brasileira

A live também será transmitida pelo Facebook do PSB e do Socialismo Criativo. Já participaram do ciclo de debates o líder da Oposição, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), a antropóloga e ex-secretária de Economia Criativa do Ministério da Cultura, Claudia Leitão, o historiador e militante do Partido Comunista Brasileiro (PCB) Jones Manoel, a deputada socialista Lídice da Mata (PSB-BA), o governador do Maranhão, Flavio Dino, o deputado constituinte Hermes Zaneti, os economistas Marco Antonio Cavalieri e Luiz Gonzaga Belluzo, o geógrafo Elias Jabbour, o professor José Luiz Borges Horta, o socialista e ex-presidente da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, e o mestre em cultura e sociedade Zulu Araújo.


Confira tudo que já rolou na série Revolução Brasileira no Século 21

3 visualizações0 comentário