Autorreforma: Lídice da Mata é a convidada da live desta quarta


(Imagem: Divulgação)

Por Ana Paula Siqueira, Socialismo Criativo


A deputada socialista Lídice da Mata (PSB-BA) é a convidada da live desta quarta-feira (2), às 19h, da série “Revolução Brasileira no Século 21 ”. O tema será “Emergência da questão feminina”. Primeira e única mulher eleita para a prefeitura de Salvador (BA), a economista também foi a primeira senadora eleita pela Bahia.


A série de lives integra as discussões sobre a Autorreforma do PSB e é promovida pelo Instituto Pensar, o site Socialismo Criativo e o Partido Socialista Brasileiro (PSB). O evento também contará com a presença do presidente nacional do partido, Carlos Siqueira; do membro do Diretório Nacional do PSB, Domingos Leonelli; e da integrante da direção da Juventude Socialista Brasileira (JSB) Juliene Silva. A mediação será feita por James Lewis.

Quem é Lídice da Mata

Lídice da Mata foi eleita para a Câmara dos Deputados, pela primeira vez, em 1986, como deputada federal constituinte (1987-1991), com a missão de colaborar na formatação da nova Constituição Brasileira. Integrou a “Bancada do Batom”, formada por apenas 26 mulheres que, juntas, participaram ativamente na elaboração e aprovação de leis de garantia dos direitos das mulheres.


Nesse período, apresentou 196 emendas à nova Constituição Brasileira, tendo 31 aprovadas. Integrou a Subcomissão do Sistema Eleitoral e Partidos Políticos e a de Organização Eleitoral, Partidária e Garantias das Instituições.


A socialista foi ainda deputada estadual e federal por dois mandatos.

Autorreforma do PSB e a Revolução Brasileira

Caio da Silva Prado Júnior foi um historiador, geógrafo, escritor, filósofo e político. Autor do livro “A revolução brasileira”, lançado em 1966, ele iniciou uma tradição historiográfica identificada com o marxismo, buscando uma explicação diferenciada da sociedade colonial brasileira.


“A teoria da revolução, para ser algo de efetivamente prático na condução dos fatos, será simplesmente – mas não simplisticamente – a interpretação da conjuntura presente e do processo histórico de que resulta. Processo esse que na sua projeção futura dará cabal resposta às questões pendentes. É nisso que consiste fundamentalmente o método dialético. Método de interpretação, e não receituário de fatos, dogma, enquadramento da evolução histórica dentro de esquemas abstratos preestabelecidos.” Caio da Silva Prado Júnior

Ciclo de debates sobre a Revolução Brasileira

A live também será transmitida pelo Facebook do PSB e do Socialismo Criativo. Já participaram do ciclo de debates o governador do Maranhão, Flavio Dino, o deputado constituinte Hermes Zaneti, os economistas Marco Antonio Cavalieri e Luiz Gonzaga Belluzo, o geógrafo Elias Jabbour, o professor José Luiz Borges Horta, o socialista e ex-presidente da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), Jonas Donizette e o mestre em cultura e sociedade Zulu Araújo.

2 visualizações0 comentário